Vulvas modeladas em argila
Xia

O XIA consiste na realização de intervenções artísticas e formativas que beneficiam adolescentes de 13 a 17 anos, priorizando àqueles em situação de vulnerabilidade social. O projeto acontece em territórios selecionados a partir do diálogo com as redes, identificando demandas ligadas ao corpo, gênero, sexualidades e prevenção de violências.

Projeto Aprovado em 1º lugar
na Lei de Incentivo a Cultura da Prefeitura
Municipal de Belo Horizonte, 2021. Incentivo Fiscal!

Disponível para Patrocínio por meio de direcionamento de ISS. Saiba mais fazendo download do documento abaixo!

Objetivos

Apresentar informações sobre o corpo, as formas de prazer, os métodos de prevenção, o ciclo menstrual e os cuidados com higiene íntima. Incitar a valorização das mulheres,  e a transformação das relações afim de que as meninas não se submetam aos meninos, inclusive no que diz respeito ao sexual, ao prazer e emocionalmente. Apoiar jovens LGBTQIA+, na fase de descobertas e de expressão da própria sexualidade para que consigam vivenciar suas as experiências de forma saudável. Contribuir com o empoderamento das meninas e a participação escolar e política dos adolescentes por meio da experimentação de linguagens artísticas.

Captura de Tela 2022-02-05 às 19.30.46.png
Captura de Tela 2022-02-05 às 19.31.20.png
Captura de Tela 2022-03-16 às 12.13.19.png
Imagem de mão que seguram braços

Metodologia

São utilizadas a sensibilização e experimentação sensorial e artística, conversação, exposição de conteúdos e criação coletiva compartilhada com a comunidade nos laboratórios de arte, saúde e prevenção de violências.

As formações com profissionais que atuam com adolescentes, promovem espaço para troca de experiências e avaliação, encaminhamento de casos, experimentações práticas e reflexões teóricas com bibliografia orientadora.

Produzir e incentivar a produção de arte, cultura e interconexão de saberes que atuem na promoção da saúde das relações humanas, prevenção e estancamento das violências sexual e de gênero e no empoderamento do indivíduo.

Missão

Efeitos

Nota-se que o trabalho desenvolvido por meio da expressão artística alcança lugares sensíveis inatingíveis pela explanação de conteúdo, além de gerar aproximação e liberdade na fala, sentidos e sentimentos expressados. 

Desenvolvimento de uma postura mais firme em relação ao autocuidado e ao respeito por si e pelo outro e a tomada de decisões mais conscientes pelos jovens participantes. Além da melhoria na participação escolar e na construção de trajetória de vida.

Três adolescentes manipulando um telefone. Atrás um fundo branco.

Temos uma equipe de profissionais parceiros qualificados com experiência na utilização da arte como ferramenta de transformação social nos assuntos elencados pelo projeto e com histórico de atuação na cena cultural e no trabalho interdisciplinar com a saúde e educação, o que potencializa o trabalho realizado e garante a articulação com profissionais das redes.

Equipe. Colaboradores

Catarina está representada de blusa verde, cabelos soltos, negros até a altura dos ombros. No fundo uma parede de tijolos aparentes.

 Catarina Maruaia 

Artista Visual, especializanda em Saúde do Adolescente e Co-idealizadora do Instituto Se Toque.
No XIA: Coordenadora e Artista pesquisadora - mediadora do Laboratório Criativo.
Lina está na frente de uma parede de tijolos aparentes. Cabelos pretos, soltos abaixo dos ombros, camiseta preta e brincos de argola prateados.

 Lina Mintz 

Fotógrafa, produtora cultural e Co-idealizadora do Instituto Se Toque.
No XIA: Coordenadora de Produção e fotógrafa.
Eli está com a mão apoiada sobre a cabeca. Com maquiagem amarela e cabelos bem curtos.

 Eli Nunes 

Artista da dança, educador e integrante da Academia TransLiterária.
No XIA: Educador - oficinas de dança
Ártemis está pintando uma arte em um muro. De blusa de gola branca, cabelos cursos verdes, segura uma lata de tinta em uma das mãos.

 Ártemis Garrido 

Multiartista, arte-educadora, psicanalista em formação e redutora de danos.
No XIA: Artista pesquisadora - mediadora do Laboratório Criativo.
Michelle está apoiada em uma porta verde. Ela olha para o lado e sorri. Cabelo preto black, blusa listrada e colça jeans.

 Michelle Sá 

Artista do teatro, arte educadora e Co-idealizadora do projeto Teatro na Quebrada.
No XIA: Curadora das apreciações artísticas.
Cristiane está sendo retratada do ombro pra cima. Com uma blusa de malha cinza, cabelos acima dos ombros ruivos e batom vermelho.

 Cristiane Cunha 

Professora Titular do Departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina da UFMG. Médica e psicanalista. Coordenadora do Programa de Extensão Janela da Escuta.
No XIA: Consultora, orientadora de pesquisa.

Apoio e Parcerias

Janela da Escuta
Teatro na quebrada

Sexo é um pontinho de luz na noite estrelada do cerrado.        Sexualidade é o céu inteiro.                   Sexo é um pontinho de luz na noite estrelada do cerrado.        Sexualidade é o céu inteiro.